Briosa, Portuguesa Santista busca vitória diante do XV de Piracicaba nos minutos finais

Em partida válida pela sétima rodada da 1ª Fase do Paulistão A2, a Briosa superou o Nhô Quim por 4 a 3; próximo compromisso é no domingo (17), às 15 horas, contra o Santo André, no ABC

Destaques, Futebol, Futebol profissional, Home

Em uma partida emocionante, a Portuguesa Santista conquistou uma importante vitória de virada, na noite desta quarta-feira (13), no estádio Ulrico Mursa, contra o XV de Piracicaba. Em partida válida pela sétima rodada da 1ª Fase do Paulistão A2, a Briosa superou a equipe do interior, por 4 a 3, com gols de Wesley, Carlos Alberto, Diego Palhinha e Daniel Bueno. Ronaldo (duas vezes) e Douglas Marques marcaram para o XV de Piracicaba.

O triunfo deixa a Portuguesa Santista na terceira colocação, com 13 pontos, na zona de classificação para a segunda fase. O próximo compromisso da Briosa é no domingo (17), às 15 horas, contra o Santo André, no Estádio Municipal Bruno José Daniel, no ABC.

O jogo

Como de costume, a Portuguesa Santista tomou iniciativa do jogo desde o primeiro minuto, mas diferentemente de outros adversários que visitam a Briosa em Ulrico Mursa, o XV de Piracicaba avançou a marcação e deu trabalho ao time rubro-verde.

Apesar das dificuldades, o time santista mostrou força e abriu o placar aos 34 minutos da primeira etapa, quando o capitão Rafael Ferro cruzou para o atacante Wesley acertar chute de primeira.

Na segunda etapa, com o tempo chuvoso, a Portuguesa soube administrar a partida, buscando ampliar o resultado e sem sofrer perigo. E o segundo tento rubro-verde veio logo aos sete minutos, quando Carlos Alberto mandou para a rede bola escorada de cabeça por Rodriguinho.

Existe a máxima no futebol de que 2 a 0 é um placar perigoso. E ela se comprovou aos 27, 30 e 35 minutos, com Ronaldo e Douglas Marques colocando o Nhô Quim na frente e deixando a torcida da Briosa desacreditada.

O descrédito, no entanto, deu lugar à euforia. Fazendo jus ao que diz o seu hino, a Portuguesa Santista não desistiu e foi mais briosa do que se imaginava. Diego Palhinha, aos 42 minutos, em um petardo de fora da área, empatou a partida. Daniel Beuno, após confusão na área, pegou a sobra e chutou para marcar o quarto gol rubro-verde e dar números finais à partida aos 46 minutos.